Quais os principais impostos pagos por nós?

Notícias

Publicada em 06/04/2021

Matéria retirada do site Jornal Contábil.

A quantidade de impostos para empresas existentes na legislação brasileira faz com que muitos donos de pequenos negócios possuam dificuldades quando o assunto é tributar.

Entretanto, essa missão pode ser um pouco mais fácil quando o empreendedor sabe exatamente as contribuições que precisa realizar.

Ter autonomia financeira e um negócio bem sucedido para chamar de seu tem sido o sonho de um número cada vez maior de brasileiros.

Entretanto, quem está disposto a correr atrás desse objetivo precisa saber que existem alguns pontos que devem receber muita atenção.

Um deles — e que faz toda a diferença para o sucesso do seu negócio — é o correto pagamento dos impostos.

Para ajudar você a entender como funciona o universo tributário das pequenas empresas e dos pequenos empreendedores, produzimos este artigo.

O que são impostos e por que devo pagá-los?

Existem assuntos sobre os quais falamos no automático e nunca paramos para refletir sobre o que significam ou representam, não é? Impostos fazem parte dessa categoria de temas.

Desde que começamos a ganhar nosso salário, ouvimos sobre a necessidade de declarar os tributos, mas, muitas vezes, nunca entendemos o porquê.

O próprio nome já diz: imposto é algo obrigatório. Por meio da quantia arrecadada pelo governo — municipal, estadual ou federal —, são realizadas obras de melhorias na infraestrutura, na saúde e na educação pública e, inclusive, na área da segurança.

De uma forma simples e direta: é como se estivéssemos pagando o Poder Público para realizar a manutenção e a melhoria de serviços básicos aos quais temos direito e acesso enquanto cidadãos brasileiros.

Como mencionamos anteriormente, os impostos são divididos em: municipais, estaduais e federais.

Impostos municipais

  • Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU);
  • Imposto Sobre Serviços (ISS);
  • Imposto sobre Transmissão de Bens Inter Vivos (ITBI).

Impostos estaduais

  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA);
  • Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD).

Impostos federais

  • Imposto sobre Importação (II);
  • Imposto sobre Operações Financeiras (IOF);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  • Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF);
  • Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR);
  • Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

LEIA TAMBÉM

Só falta o prefeito de Porto Alegre.

Esta terça-feira (4) começa a marcar um novo estágio do sistema de distanciamento controlado no Rio Grande do Sul, com flexibilizações na bandeira vermelha para serviços não essenciais. As

A ACLAME é contra

Um dos alimentos mais comuns na mesa dos gaúchos é a carne. Apesar de seu consumo estar enraizado na cultura do Rio Grande do Sul,

Nova reforma tributária

A fórmula mágica de cobrar mais impostos do mesmo grupo já se mostrou ineficaz. Historicamente, reformas tributárias trazem consigo a oneração da Classe Média. A